Estes alimentos são os melhores para controlar a diabetes - Radio Atlântico Cabo Verde

Radio Atlântico Cabo Verde

O som que nos une!

loading...

Estes alimentos são os melhores para controlar a diabetes

Partilhar artigo
Isto é o que pode incluir no seu menu:

Canela

Auxilia no controle glicémico, responsável por regular os níveis de glicose no sangue, impedindo a rápida libertação de grandes quantidades açúcar (hiperglicemia). Pode ser acrescentado nas refeições, mas sem exageros. Lembre-se apenas que não substitui medicação alguma e que tal resposta acontece de diferentes maneiras para cada indivíduo.

Maçã

Algumas fibras solúveis da fruta, como a pectina, possuem uma resposta bastante interessante ao modificar a carga glicémica da refeição, promovendo uma absorção mais gradual da glicose. Além disso, a pectina ajuda a prolongar a sensação de saciedade e regula o intestino.

Brócolos

Um estudo mostrou que os brócolos possuem um composto (glucorofanina) que o corpo transforma em sulforafano e esse antioxidante reduz a produção de glicose pelo fígado. A atuação seria semelhante a de um dos medicamentos mais usados no tratamento de diabetes, o cloridato de metformina.

Carboidratos integrais

Esse tipo de alimento preserva a parte interna do grão, que contém as fibras e proteínas e auxiliam no controle glicémico. Só não se engane com o slogan “integral” dos industrializados.

Para ser considerado da categoria, o produto precisa ter cerca de 50% de grão integral, ou seja, boa parte pode ser composta de carboidratos de alto índice glicémico (refinados), cujo resultado eleva facilmente a glicemia.

Aveia

Possui betaglucana, que forma uma espécie de gel grosso no organismo e retarda o esvaziamento do estômago, assim como a absorção de glicose pelo sangue. Isso auxilia no controle glicémico, impedindo a rápida elevação da taxa de açúcar no sangue. A aveia também pode colaborar com a melhoria da sensibilidade à insulina.

Oleaginosas

Nozes, castanhas, caju, macadâmia, amêndoas, entre outros, possuem magnésio, além de gorduras boas e ácidos grasos mono e poli-insaturados, que são interessantes para quem tem diabetes por ajudarem a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Não existe um consenso em relação à quantidade, mas a sugestão é de 30 gramas/dia, o equivalente a um punhado.

Isto é o que até pode comer (mas com moderação):

Açúcar

A sacarose e alimentos contendo o ingrediente não são proibidos, uma vez que não aumentam a glicemia mais do que alguns tipos de carboidratos, quando ingerida em proporções similares.

Atualmente, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que a ingestão de açúcar não ultrapasse 5% das calorias totais/dia. Fique atento ao “açúcar oculto” de alimentos industrializados. Uma colher de sopa de ketchup, por exemplo, fornece 4 gramas de sacarose.

Frutas secas

Apesar de ricas em nutrientes e fibras, têm alta concentração de frutose, por conta da redução da retirada de água, o que faz a pessoa facilmente consumir quantidades excessivas de carboidratos.

Assim, é recomendado ter cuidado especial com a quantidade e associar seu consumo a alimentos ricos em proteínas e gorduras boas que irão auxiliar no controle glicémico, como, por exemplo, as castanhas e queijos brancos.

Produtos diet

Foram criados para uma dieta específica de quem não pode consumir excesso de açúcar, pois contêm quantidades limitadas do alimento.

Contudo, muitas vezes são ricos em gorduras e têm valor calórico semelhante a sua versão normal. Por isso, devem ser consumidos com a orientação de um profissional de saúde.

Álcool

Para adultos com diabetes, a ingestão diária deve ser limitada a uma dose ou menos para mulheres e a duas doses ou menos para homens.

Entende-se por uma dose, 150 ml de destilados. Basicamente, quando a pessoa bebe, deixa o fígado tão ocupado em lidar com o álcool, que desliga a produção de glicose. Evite exageros.

Isto é o que é melhor evitar:

Alimentos gordurosos

Pacientes diabéticos precisam atentar ao consumo total de gorduras saturadas, pois apresentam maior risco de doenças cardiovasculares.

Além disso, a acumulação de gordura visceral é outro grande fator de risco, pois obriga o pâncreas a produzir cada vez mais insulina para facilitar a entrada de glicose nas células.

Ultraprocessados

Comprar comidas assim na prateleira do supermercado faz as pessoas ingerirem mais açúcar, sal e gordura do que o recomendado, pois elas acabam não tendo a consciência do quanto desses ingredientes foram acrescentados nos alimentos.

Foto: Junkless Foods/Instagram

Sem comentários:

Enviar um comentário

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste site e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.